Chá das Cinco: Receita de fettuccine com abóbora

Fettuccine com abóbora

Chá das Cinco: Receita de fettuccine com abóbora

Quando eu era mais nova o esparguete ou a massa era apenas um acompanhamento e nunca a estrela da refeição. Fazíamos frequentemente esparguete em vez de arroz ou batata, para acompanhar a proteína e os outros vegetais. Mas em Itália a massa tem um momento só dela na refeição – o primo piatto – e pode ser tão simples como esparguete com azeite e alho.

massa-com-abobora-7

Em Itália a massa tem muita importância. Uma das histórias sobre a massa que mais me marcou foi-me relatada pela Marta, que fez Erasmus em Itália ao mesmo tempo que eu e que, numa das primeiras noites em que ficou na residência de estudantes, decidiu fazer esparguete. Meteu a água a ferver, juntou sal e partiu o esparguete ao meio antes de o pôr a cozer. Fez-se silêncio na cozinha. Partir o esparguete ao meio era quase cometer um crime! A partir daí a Marta, e eu aprendi com ela, nunca mais partiu o esparguete antes de o cozer (ou utilizou a faca para o cortar depois).

Chá das Cinco: Receita de fettuccine com abóbora

A verdade é que a forma correcta de comer esparguete (ou fettuccine) é enrolando-o à volta do garfo, fazendo um rolinho, antes de levar à boca – e é incrivelmente mais fácil e limpo do que tentarem comer o esparguete cortado em pedacinhos. Em casa quando como esparguete até uso, em vez de faca e garfo, colher e garfo, que torna todo o processo ainda mais simples, embora há uns tempos tenha lido que era de má educação utilizar a colher para enrolar a massa e se deva fazer isso contra o prato…

  • Servings: 4
  • Print
massa-com-abobora-6

Ingredientes

  • 500 g fettuccine
  • 45 g manteiga sem sal (cerca de 3 C.)
  • 2 dentes de alho, picados
  • 3o g farinha sem fermento (cerca de 2 C.)
  • 500 ml leite
  • 80 g queijo parmesão ralado
  • 125 ml puré de abóbora
  • 1/2 c. noz-de-moscada moída
  • 1/2 c. sal
  • Sementes de abóbora tostadas e queijo parmesão q.b.

Preparação

  1. Coza a massa em água salgada, de acordo com as instruções da embalagem;
  2. Num tacho aqueça a manteiga até derreter;
  3. Em lume baixo, junte o alho picado e deixe refogar durante 30 segundos, sempre a mexer com uma colher de pau para que não queime;
  4. Adicione a farinha e continue a mexer durante cerca de 30 segundos, para que ganhe sabor e cozinhe ligeiramente;
  5. Com um auxílio de um batedor de varas, junte o leite à mistura, criando um bechamel. Continue a bater o creme até que fique espesso e comece a borbulhar;
  6. Adicione o queijo, o puré de abóbora e os temperos, misturando até que o creme fique homogéneo;
  7. Junte a massa acabada de cozer e misture bem para que o creme fique bem incorporado;
  8. Decore com sementes de abóbora tostadas e queijo parmesão a gosto.

NOTA: É importante que a massa coza ao mesmo tempo que se prepara o molho, para que a massa esteja acabada de cozer e não se cole a si mesma.

'Burgers vegetarianos de abóbora para o Halloween

Chá das Cinco: Receita de pão de hambúrguer, burger de abóbora e maionese vegan de abacate

Quando tomei consciência do que realmente estava nos produtos fast-food, já lá vão uns anos, deixei de beber refrigerantes e de ir ao McDonalds, até porque, para que não come carne e evita o peixe, como eu, as opções no McDonalds (e concorrência) são poucas ou nenhumas. Mas isso não invalida que os anúncios que espalham pela cidade com fotografias profissionais de hambúrgueres, que claramente não são o que nos servem, não me influencie.

Na esquina da minha rua há um muppie pelo qual passo todos os dias e que, na maior parte do tempo, tem um anuncio ao último hambúrguer, edição especial, limitadíssimo da McDonalds. E lá me dá a vontade de comer um hambúrguer…

hamburguers-de-halloween-5

A verdade é que comprar o pão do supermercado, cheio de aditivos que não reconheço, não é uma escolha muito melhor ao fast-food e, por isso, numa das vezes que me deu vontade de comer hambúrgueres já muito perto da hora de jantar, decidi descobrir como fazer um pão de hambúrguer realmente bom em casa

hamburguers-de-halloween-2

Este ano o brunch de Halloween foi em casa da Né, que também faz um esforço para fazer uma alimentação com menos carne, e daí aos burgers de abóbora com maionese de abacate, foi um saltinho. Em tamanho de slidder, estes hambúrgueres eram o “prato principal” ideal para a terrorifica mesa que a Né nos preparou.

Burguers de abóbora com maionese de abacate em pão de hambúrguer caseiro

  • Servings: 12 hambúrgueres
  • Print

hamburguers-de-halloween-7

Ingredientes

Pão de hambúrguer

  • 1 saqueta fermento de padeiro em pó (prefiro Fermipan)
  • 280 ml água morna (37ºC)
  • 50 g açúcar
  • 80 ml óleo de girassol ou amendoim
  • 1 ovo
  • 770 g farinha sem fermento
  • 2 c. sal fino
  • 1 gema + 2 C. leite (para pincelar)*
  • sementes de sésamo ou chia

*Para o caso de querer fazer pão preto, junte também cerca de 1 c. corante em gel e pincele os topos do pão apenas com leite.

Burger de abóbora

  • 180 g aveia
  • 180 g feijão branco, cozido e escorrido
  • 250 ml puré de abóbora
  • 2 dentes de alho, descascados
  • 1 ovo
  • Sal, paprika/colorau, piri-piri e pimenta cayena, a gosto

Maionese vegan de abacate

  • 1/2 abacate maduro
  • 2 C. vinagre de cidra ou limão
  • 2 c. alho em pó
  • 30 ml azeite
  • sal, pimenta cayena e piri-piri, a gosto

Para a montagem

  • Queijo creme, q.b.
  • Alface, q.b.

Preparação

Pão de hambúrguer

  1. Pré-aqueça o forno a 215ºC;
  2. Na taça de uma batedeira ou numa taça grande polvilhe a levedura de padeiro sobre a água morna e deixe que este se dissolva sozinho, cerca de 5 minutos. Depois misture completamente;
  3. Com uma batedeira de arames misture o açúcar e o óleo até homogéneo;
  4. Junte a farinha, o ovo e o sal (caso use, junte também o corante) e misture, com o gancho de amassar ou com uma colher de pau, até que se forme uma bola;
  5. Se a massa não formar uma bola ou estiver demasiado pegajosa ao toque, adicione um pouco mais de farinha e volte a misturar; caso esteja demasiado seca, acrescente um pouco mais de leite morno. A massa deve ficar macia e elástica, mas não líquida;
  6. Forme uma bola com a massa na mesa de trabalho com a massa e divida-a em 12 bolinhas (ou em 8, para hambúrgueres maiores);
  7. Transfira para um tabuleiro forrado com papel vegetal, cubra com um pano de cozinha e deixe levedar durante cerca de 10 minutos;
  8. Bata a gema de ovo com o leite e pincele os pãezinhos com a mistura, polvilhe-os com as sementes e leve ao forno pré-aquecido durante 10 a 15 minutos ou até estarem dourados e um palito inserido no centro sair limpo.

Burgers de abóbora

  1. Pré-aqueça o forno a 180ºC e forre um tabuleiro com papel vegetal;
  2. Num robot de cozinha (ou na Bimby) coloque a aveia e triture-a até formar farinha;
  3. Junte os restantes ingredientes e volte a triturar, até obter uma pasta consistente. Caso a pasta esteja demasiado líquida pode acrescentar mais aveia ou farinha;
  4. Forme 12 bugers com a pasta de abóbora e coloque-os no tabuleiro. Deixe-os repousar cerca de 10 minutos no congelador para que ganhem consistência;
  5. Leve-os ao forno pré-aquecido durante cerca de 10 minutos.

Maionese vegan de abacate

  1. Num robot de cozinha (ou na Bimby) coloque o abacate, o vinagre e os temperos e triture até obter uma pasta lisa. Poderá ter de desligar a máquina e fazer descer os pedaços que se foram agarrando às paredes do copo entretanto para obter um resultado mais homogéneo;
  2. Junte, em fio, o azeite e continue a bater durante um minuto até obter um creme com a consistência da maionese.

Montagem

  1. Abra os pães, arrefecidos, ao meio e barre o interior da parte de baixo com uma dose generosa de queijo creme;
  2. Coloque sobre este a alface, o burguer de abóbora e, depois, a maionese de abacate;
  3. Tape-o com a parte superior do pão e coloque um palito no centro para que mantenha a forma;
  4. Sirva morno.

Caril de ervilhas e espinafres

Ervilhas 1

Costumo dizer que sou do mundo. Há uns tempos uns estrangeiros que estavam a ficar em nossa casa começaram a reparar que num dia eu fazia ramen, no outro uma pasta, depois chilli… afinal não cozinho comida portuguesa? Parece que não; afinal, este caril é um dos partos mais frequentes na minha mesa.

Ervilhas 2

Quando vi o desafio da Marta lembrei-me logo desta receita deliciosa que o Kam me ensinou, há quase um ano, em troca de um mini-workshop de culinária portuguesa – foi, provavelmente, essa a última vez que cozinhei comida realmente portuguesa.

Ervilhas 4

Como deixo sempre tudo para a última, principalmente com todos os preparativos para o brunch, esta receita foi feita para o jantar, já quase sem luz, e ficou guardada no cartão da minha câmera durante mais de uma semana.

Este prato deve ser acompanhado por arroz branco, de preferência basmati, iogurte e/ou pão naan. E os indianos recomendam que se coma com as mãos.

Caril de ervilhas e espinafres

  • Servings: 4 doses
  • Print

Ervilhas 6

Ingredientes

  • 30 +15 ml azeite
  • 30 g margarina
  • 1 cebola, picada
  • 1 malagueta, picada
  • 1 C. sementes de cominho
  • 1 C. gengibre em pó
  • 1 c. Garam Masala
  • 1/2 c. açafrão
  • 1 bloco de tofu (250 g), espremido e cortado em cubos
  • 4 dentes de alho, picados
  • 100 g espinafres frescos
  • 3 c. sal
  • 100 g ervilhas congeladas

Preparação

  1. Num tacho largo aqueça 30 ml de azeite e a manteiga;
  2. Reduza o lume para o mínimo, junte a cebola e deixe alourar;
  3. Quando a cebola estiver translucida, acrescente a malagueta, as sementes de cominho, o gengibre em pó, o garam masala e o açafrão. Misture e deixe refogar 2 minutos para que desenvolva o sabor;
  4. Junte ao preparado o tofu escorrido, o alho, os restantes 15 ml de azeite e o sal;
  5. Deixe cozinhar cerca de 10 minutos, em lume baixo;
  6. Acrescente as ervilhas e cozinhe tudo durante 5 minutos. Depois tape e deixe repousar, com o lume desligado, durante mais 10 minutos antes de servir.

1 dose: 204 calorias, 16 g gordura, 10 g hidratos de carbono, 8 g proteina 

Desculpa Marta, só me junto ao teu desafio no último dia do mês, mas espero que esta receita de caril sem leite de côco, vegan e sem glúten compense!

Muffins de espinafres e feta

Chá das Cinco: Receita de Muffins salgados de espinafres e queijo feta

Nem sempre corre tudo bem na cozinha. Às vezes esquecemo-nos do ingrediente principal, outras vezes das coisas no forno, outras vezes a receita estava errada e nem conseguimos provar. No blog esta fase de experiências e frustrações geralmente não transparece, mas nem sempre corre tudo bem à primeira.

Chá das Cinco: Receita de Muffins salgados de espinafres e queijo feta

Uma das maiores asneiras que fiz na cozinha foi com um bolo de chocolate para uma encomenda. Parece simples, mas eu esqueci-me de por açúcar! Por sorte os bolos têm, geralmente, de ser nivelados e eu provei as sobras antes de cobrir o bolo para o entregar. Conseguem imaginar um bolo de chocolate (cacau) sem açúcar? Escusado será dizer que tive de fazer um outro bolo para a encomenda.

Chá das Cinco: Receita de Muffins salgados de espinafres e queijo feta

A primeira vez que experimentei estes muffins também não correu bem. A massa ficou densa e seca e, pior do que isso, tinha usado formas de papel e, por falta de gordura na receita, não se conseguia descolar os muffins do papel para os comer.

Na cozinha é preciso ter coragem para arriscar e para que as coisas não resultem assim tão bem à primeira. Não tenham medo, arrisquem e experimentem. Numa próxima vez partilho como aproveitar os bolos sem açúcar (por esquecimento) ou os que se desfazem ao desenformar, para que não tenham de meter nada no lixo.

Muffins de espinafres e feta

  • Servings: 12 muffins
  • Print

Chá das Cinco: Receita de Muffins salgados de espinafres e queijo feta

Ingredientes

  • 200 g farinha sem fermento
  • 1 c. fermento
  • 1 c. bicarbonato de sódio
  • 1 c. noz-moscada
  • 1 c. sal
  • 2 ovos
  • 60 g manteiga derretida
  • 2 C. azeite
  • 2 C. óleo
  • 160 ml leite
  • 100 g espinafres congelados, escorridos e picados
  • 100 g queijo feta em pedaços
  • queijo mozzarella q.b. para a cobertura

preparação

  1. Pré-aqueça o forno a 180ºC e prepare 12 formas de cupcake untando-as ou utilizando forminhas de papel;
  2. Numa taça grande misture a farinha, o fermento, o bicarbonato de sódio, a noz-moscada e o sal;
  3. À parte, bata os ovos, a manteiga, o azeite, o óleo e o leite até criar uma mistura homogénea;
  4. Junte os ingredientes húmidos aos secos e misture com um batedor de varas;
  5. Incorpore os espinafres picados e o queijo feta em pedaços;
  6. Divida a mistura entre as formas, enchendo-as até cerca de 2/3 da altura;
  7. Cobra o topo dos muffins com queijo mozzarella ralado e leve ao forno durante entre 15 a 20 minutos ou até que um palito inserido no centro saia limpo e os topos estejam dourados. Sirva mornos;

1 muffin: 178 calorias, 11 g gordura, 14 g hidratos de carbono, 5 g proteina

Qual foi a pior asneira que fizeram na cozinha? Partilhem as vossas histórias comigo!

Granola de manteiga de amendoim

Chá das Cinco: Receita de granola simples de manteiga de amendoim

No mês passado partilhei convosco a minha adaptação da granola apresentada pela Joana Roque num workshop – Granola de baunilha e amêndoas. A Ana perguntou-me, nos comentários, para que era necessário o azeite; o azeite ajuda a tornar a granola estaladiça e não ficar peganhenta, para além de que a gordura acrescenta sabor ao produto final.

Chá das Cinco: Receita de granola simples de manteiga de amendoim

Tal como comentei com a Ana, nem sempre é necessário acrescentar azeite ou óleo à aveia, e esta receita é a prova disso – para tornar a granola crocante basta o óleo naturalmente presente na manteiga de amendoim. Ou seja, esta granola é muito simples e precisa de apenas 3 ingredientes!

Chá das Cinco: Receita de granola simples de manteiga de amendoim

A página do Chá das Cinco no facebook está quase a chegar aos 500 likes; já fizeram o vosso? Quando atingirmos os 500 tenho novidades!

Granola de manteiga de amendoim

  • Servings: 500 g
  • Print

Chá das Cinco: Receita de granola simples de manteiga de amendoim

Ingredientes

  • 80 g mel
  • 125 g manteiga de amendoim
  • 250 g aveia
  • 50 g pepitas de manteiga de amendoim (opcionais)

Preparação

  1. Pré-aqueça o forno a 170ºC;
  2. Numa taça própria para micro-ondas, misture o mel e a manteiga de amendoim;
  3. Leve ao micro-ondas durante 2 minutos, em potência máxima, até que os ingredientes derretam. Depois, misture até homogéneo;
  4. Adicione a aveia e misture bem;
  5. Num tabuleiro para o forno distribua a mistura de forma a que fique numa camada fina;
  6. Leve ao forno durante cerca de 15 minutos. Ao retirar a granola deve estar ligeiramente dourada mas mole, irá ficar crocante quando arrefecer;
  7. Depois de arrefecer completamente junte as pepitas de manteiga de amendoim, e guarde, numa caixa hermeticamente fechada, até um mês.

50 g: 239 calorias, 10 g gordura, 30 g hidratos de carbono, 9 g proteina

Já fizeram granola caseira? Partilhem os vossos resultados!

Húmus

Receita de humus ou homus

O Húmus é um patê de origem arabe, feito com grão-de-bico, sésamo e alho, com muita proteína e com uma grande quantidade de ferro e vitamina C. Para além de ser bom com vegetais crus, é também um óptimo creme para utilizar em sandes de vegetais ou como proteína principal em pratos vegetarianos.

Receita de humus ou homus

A zona onde morei em Turim, na Itália, fazia fronteira com a zona árabe da cidade, o que se fazia notar nos produtos disponíveis nos mercados circundantes. Mas ao voltar a Portugal notei que era muito mais difícil encontrar embalagens de húmus e, quando as encontrava, o preço fazia-me pensar duas vezes.

A Né começou, há cerca de um ano, a fazer húmus e a dar-me enormes tigelas para evitar come-lo todo de uma vez à colherada. Por ter quem o fizesse para mim, não o tinha feito ainda eu mesma, mas depois dos abusos da Páscoa temos de pensar em lanches mais saudáveis.

Húmus

  • Servings: 500 g
  • Print

Receita de humus ou homus

Ingredientes

  • 40 g sementes de sésamo
  • 70 ml azeite
  • 400 g grão-de-bico cozido
  • 2 C. iogurte natural
  • 2 dentes de alho
  • 1 c. cominhos
  • 2 c. páprica (ou pimentão doce em pó)
  • 2 c. sal

Preparação

  1. Numa frigideira torre as sementes de sésamo até douradas, mexendo constantemente para que não queimem. As sementes começarão a saltar quando estiverem torradas;
  2. Num robot de cozinha (ou na Bimby em velocidade 10) triture as sementes e o azeite até formar uma pasta uniforme;
  3. Junte o resto dos ingredientes e triture até obter a consistência desejada. Verifique os temperos;
  4. Sirva frio ou à temperatura ambiente. Pode ser guardado no frigorífico num recipiente fechado durante cerca de uma semana.

50 g: 148 kcal, 9 g gordura, 12 g hidratos de carbono, 4 g proteina
Nota: Esta receita dará um húmus espesso e consistente. Para um húmus mais suave e leve é necessário descascar o grão-de-bico (beliscando cada grão) e acrescentar água e/ou mais azeite a gosto.

Já experimentaram húmus? Eu gosto de o comer com cenoura e tomate cherry, com o que gostam de o acompanhar?

Caril vegetariano de beringela

Caril vegetariano de beringela

Quando tinha 14 anos, depois de pensar sobre o porquê de comermos animais, decidi ser vegetariana. Na altura não percebia muito bem o que isso implicava, excepto que não comia carne/peixe e, por isso, fiz um vegetarianismo que mais parecia farinhismo – porque eu achava que não gostava de vegetais, a minha alimentação era à base de farinhas e não de vegetais. Como podem imaginar isto não correu lá muito bem, não só pelo peso que ganhei, mas porque tive deficiências de várias vitaminas, o que levou a queda de cabelo e falhas de memória.

Caril vegetariano de beringela

Nos cinco anos em que fui vegetariana, nunca aprendi a gostar, realmente, de vegetais. Foi preciso apaixonar-me pela culinária e aprender a comer de forma saudável para descobrir o quão bons podiam, realmente, ser os vegetais. No entanto, não sei se porque o Ruca pergunta sempre pela carne, se por hábito, hoje em dia é raro fazer refeições estritamente vegetarianas.

Caril vegetariano de beringela

Há umas semanas cruzei-me com o blog Nem acredito que é saudável! e com a receita de Caril de beringelas que a Sara propõe. Eu adoro caril e faço muitas vezes, porque é que nunca tinha pensado em fazer-lo só com vegetais?

Caril de beringela

  • Servings: 4
  • Print

Caril vegetariano de beringela

Ingredientes

  • 1 cebola picada
  • 3 C. azeite
  • 2 beringelas grandes, cortadas em cubos
  • 1 C. Garam masala ou caril
  • sal
  • 400 ml leite de côco (1 lata)
  • 400 g tomate em pedaços (1 lata)
  • coentros para decorar
  • pão naan ou arroz basmati para servir

preparação

  1. Refogue a cebola picada no azeite bem quente até estar transparente e macia, cerca de 7 minutos;
  2. Junte as beringelas cortadas em cubos e saltei-as até que ganhem cor. Junte mais azeite se necessário;
  3. Tempere com garam masala e sal;
  4. Junte o tomate em pedaços e o leite de côco. Deixe cozinhar em lume brando, mexendo ocasionalmente, durante cerca de 20 minutos ou até o molho ficar espesso e as beringelas cozinhadas;
  5. Rectifique os temperos;
  6. Sirva polvilhado com coentros frescos, acompanhado de pão naan ou arroz basmati.

1 dose: 317 calorias, 24 g gordura, 24 g hidratos de carbono, 5 g proteína

Costumam comer comida vegetariana? Quais são os vossos pratos preferidos?